quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Eu observo e nada vejo



Eu sempre observo as pessoas que passam por mim na faixa de pedestre, as que estão atravessando uma rua movimentada, no ponto de onibus, Literalmente, meu momento único, é aquele que estou dirigindo, fico pensando, para onde vão?O que estão pensando, quais os pensamentos que carregam consigo, quem depende de outrem na travessia dessa avenida?


Eu acabo gerenciando minhas incertezas e ambiguidades, porque é assim que vivo, que me gerencio...Primeiro um pensamento linear: a) Existe um problema, b)Descobrir a causa do problema,c)Escolher a soluçao que resolve o problema, d) aplicar a solução e avaliar o impacto, e)a solucao permanecera intacto. E os pensamentos nao linear:a) existe um problema, b)faz parte de uma situação (diversos elementos), c) requer uma solução, d)a solução gerar[a efeitos alem do esperado, e) tente antecipar os efeitos, f) avalie a solução pela mistura de efeitos desejados e inesperados...E o eu tempo? Os meus erros...Não sou onisciente, também preciso me perder nas travessias, nas passarelas, na ruas e avenidas, preciso que invadam minhas misericórdias e me acordem...quero e preciso me sentir viva. Hoje, dois anos, tres meses...

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

MEME-ILHA DESERTA

Sendo a primeira vez que participo de um MEME, não foi difícil, só não tenho quem indicar para continuar. Por favor, sintam-se a vontade para continuar, não quebre a brincadeira.
Bjs a todos



Você vai passar exatamente um ano em uma ilha deserta, onde existe uma certa infra-estrutura, mas ela é limitada. Além de você não haverá mais ninguém na ilha, mas você terá acesso a alguns privilégios limitados. Com isso em mente, seguem as perguntas:

1. Na ilha você terá água à vontade e frutas nativas. Se souber pescar, com sorte vai poder comer um peixe de vez em quando. Fora isso, você terá que escolher apenas um tipo de comida salgada e um tipo de comida doce para comer todos os dias, o ano inteiro (podem ser cruas ou cozidas). Quais você escolhe?

Julie: A salgada seria uma feijão e arroz e a doce salada de frutas

2. Além da água (e, também com sorte, água de coco se você estiver disposto(a) a subir no coqueiro) não há nenhuma outra bebida na ilha, mas você pode também escolher um único tipo de bebida, fria ou quente, alcoólica ou não, para ter à sua disposição ao longo do ano. Qual você escolhe?

Julie: Alcoólica e gelada seria o Lambrusco e Quente um nescau.

3. Para manter a tradição, você pode também levar um único livro. Que livro você leva?

Julie: Aprendendo a amar (Clarice Lispector) sempre leio e sempre me parece novo.

4. Igualmente, você poderá levar um único filme para assistir. Que filme você leva?

Julie: Missão Impossível

5. Você terá um notebook à sua disposição, mas com um único programa instalado. Mas você não pode usar um programa de comunicação (como email ou mensagens instantâneas). Qual programa teria mais utilidade para você e por que?

Julie: Google Earth, igual meu negao escolheria.

6. Você poderá acessar a internet, mas este acesso é limitado a um único site, o ano todo. (Se você escolher o Google, por exemplo, não poderá navegar para os links dos resultados da sua busca, que estão fora do Google). Também não pode ser seu webmail, Meebo e afins ou sites de notícias (o que elimina os portais). Fora isso, não há restrição nenhuma ao tipo de site, inclusive os que permitem comunicação de outros tipos. A qual site você quer ter acesso por um ano e por quê?

Julie: O site da revista Epoca
.
7. Você também poderá ouvir música. Mas, claro, você terá que ouvir a mesma música o ano todo, pois só pode escolher uma. Qual você leva? E se fosse um CD?

Julie: Dustin in the wind, Sinfonica de Berlim.

8. Você poderá escolher um dia do ano para fazer uma única ligação para uma única pessoa, com quem poderá falar por 10 minutos. Para quem você vai ligar, quando e por quê?

Julie: Ligava para minha ex-sogra, amiga de todas as horas, me faz sentir bem, me ensinou latim e Kahalil Gibran, onde me torna sempre um ser mais digno de ser.....

9. Você poderá escolher um programa de TV para assistir ao longo deste ano na ilha - limitado à frequência de uma vez por semana. Você só não poderá assistir nenhum tipo de noticiário, fora isso não há restrições. Que programa você quer assistir?

Julie: Discovery sem duvidas

10. Quando for seu aniversário, você terá direito a receber uma carta de um(a) amigo(a) ou familiar que tenha uma novidade para contar (sobre si próprio ou não). De quem você gostaria de receber a carta e com qual notícia?

Julie: Do meu irmão , primogénito.

11. Como não queremos que você transforme uma bola de vôlei no seu melhor amigo imaginário e a única pessoa na ilha será você, você terá direito a levar um animal de estimação para lhe fazer companhia (veja como estou facilitando sua vida!). Que tipo de animal você escolhe e por que? É um animal que você já tenha?

Julie: Um labrador, adoro essa espécie, e companheiro e um mimo, pena que não tenho um.

12. Do que você acha que sentirá mais falta? (Contato com as pessoas? Tecnologia? Não saber o que está acontecendo no mundo? Etc…)

Julie: Calor Humano

13. Por outro lado, o que você acha que será positivo, proveitoso ou benéfico na experiência? Ou divertido?

Julie: Cultivar a paciência, as perdas e aperfeiçoar a capacidade de sobrevivência.

14. Por fim, você tem direito a levar 3 outros itens à sua escolha que: a) não entrem em contradição com nenhuma das perguntas anteriores b) não seja algo que você vá usar para sair da ilha, como um barco, por exemplo. O que você vai levar e por quê?

Julie: Hahahaha, fico com a opção do Wolvex, 1)Canivete Suíço que é útil em qualquer situação
2)Isqueiro Zippo importante poder fazer fogo com facilidade, 3) um travesseiro com recheio de Marcela (flor).

Minha indicações para continuar esse MEME são: Adão Braga, et cetera

sábado, 8 de dezembro de 2007

A MULHER AUTOMATICA

NÃO POSSO REPRODUZIR AQUI TUDO QUE OUÇO.

QUASE NOS 3. ALGUMA COISA DE VIDA, FICA DIFÍCIL, DEIXAR QUE VARRAM DA MEMORIA DA GENTE COISAS TÃO SERIAS, QUE PARECEM ETERNAS? COMO NÃO HÃO DE VARRER COISAS FÚTEIS E TOLICES?

E ANTES DE FALAR NO MEU FUTURO, COMECO A FALAR DO MEU PASSADO.

TUDO FOI INÚTIL, MAS A INTELIGÊNCIA NÃO DESESPEROU...AH, FALEI DO PASSADO E NÃO DISSE NADA...MERDA...EU SOU UMA PESSOA, QUE SEMPRE DEU SORTE AOS OUTROS, QUE SEMPRE CONSEGUI TIRAR UM SORRISO E UMA ANGUSTIA DAS FACES ALHEIAS, E RECORDO DO MEU PAI DIZENDO,

MINHA FILHA ENQUANTO VOCÊ VIVER, NÃO FALTARA QUEM A ELOGIE...

E ASSIM TENHO VIVIDO, PLANTANDO A SEMENTE DA ESPERANÇA NOS MEUS LÁBIOS, E DESSAS SEMENTES PODEM SE TORNAR QUALQUER GERMINACAO DO BEM...NO MAIS, TUDO SE TORNA MENOR...Julie



sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Entendendo o CrEScImeNTo...


Ninguém põe um remendo de pano novo em roupa velha, porque o remendo repuxa a roupa e o rasgão fica pior.

Ninguem se põe vinho novo em odres velhos. Do contrario rompem-se os odres, o vinho escorre e os odres se perdem.

Mas coloca-se o vinho novo em odres novos, e assim, ambos se conservam....


MATEUS 9; 16-17

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

TEMPO

Por que será que o hoje
É chamado de presente?
Por que é uma dádiva?
o agora se torna depois
E o depois se torna agora...
Hoje estou feliz
E amanhã...
Que um dia será hoje?
O que será do amanhã?
Serei feliz?
Cultivar a felicidade, será que dá frutos?
O que me importa é o hoje, o amanhã
Deixo por conta do tempo...
A vida está me dando um presente hoje
O presente de estar feliz de me sentir viva!!!
A vida é o agora...
Planos?
Deixei nas mãos de Deus...
E desfruto desse valioso
Presente!!!

sábado, 24 de novembro de 2007

Feliz!!

Ser feliz é sentir orgulho da pessoa que você vê no espelho,é dizer pra você EU TE AMO,é te amar,a gente se amando com certeza amará o próximo.


Por isso ame você, esse é 1º passo pra ser feliz. Arnaldo Muniz

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

I N C I V I L I Z A D A


Cansada de olhar essas paredes alvas e o teto azul merchê do consultório porque, sempre acompanhada de palavras pesadas, egocentrismo aflorado de outrem...
Estou me sentindo mutilada, mas viva!!

Imagine só eu ter de responder o por quê do rio Tapajos ser verde...Pô, deve ser porque seus planctons são verdes, não?
A verdade não têm testemunha? Ser e nao saber? Se a pessoa não olha e não vê, mesmo assim, a verdade existe?
A verdade que não se transmite nem para quem vê, sera mesmo essa a verdade de ser uma pessoa?

Sinto que devo me destituir, o contato com a coisa deve ser um murmúrio, martírio ou qualquer outra coisa que eu sinta o mau em mim......Ahhh, me descompreenda, não estou querendo nada de ti...
Falar contigo e comigo tem sido mudo. Também sei, que isso te soa triste, e a mim também, pois ainda estou viciada pelo condimento da palavra.
E, é por isso que a mudez esta me doendo como uma destituição...
E ao ouvir tua voz...E o que eu falar com Deus, tem que não fazer sentido! Se fizer sentido é porque erro. E, nesse momento estou exigindo um amor muito maior em mim, tão maior que não tem sequer beleza.


terça-feira, 13 de novembro de 2007

No caminho de casa...


O dano psicológico é aquele que sofremos quando somos atingidos emocionalmente. Isso acontece com todos nós.
A 'MARIA' (nome fecticio) passou por uma experiência quando era adolescente, ela foi estuprada quando voltava da casa de uma amiga. Foi o acontecimento mais terrível de sua vida. Se ela pudesse, apagaria sua memoria para não lembrar.
PQP...Agora eu vi a coisa preta.
Antes de começar uma terapia, a MARIA nunca havia comentado detalhes do estupro. E sua família nunca havia comentado sobre o fato achando que falar sobre o assunto iria causar humilhação à ela e por isso nunca trouxeram à baila. E por isso, hoje tem problemas em relacionar com os homens e sofre na angustia de não saber se tem preferências ou preferência sexual.


Caraca
!! Eu não gosto de falar disso...E agora? Beth, alguma sugestão??
Fico tensa, porque tenho vontade de falar à ela assim: Não é bom guardar a si certos segredos!! Talvez se ela tivesse tido a chance de conversar com alguém à respeito, esse segredo não tivesse se tornado tão nocivo. Hoje ela sentiu-se menos amedrontada na presença de uma amigo, que, estrategicamente convidei a parcipar das nossas conversas, e nos caminhos mais escuros e ocultos, percorremos juntas e estamos conseguindo afastar seus medos e os meus. Sim! Os meus...

No caminho de casa, vi um por do sol impagável...E me veio MARIA aos pensamentos. Me perguntei se ela havia sentido algo magico, daqueles que não conseguimos explicar, somente, sentir? Não sei se, estou, ou sou, tão louca, mas apenas um por do sol, me é capaz de lavar a alma e esquecer os partos sangrentos e doloridos desse mundo. E sobretudo as pequenas questiunculas que me faço.

Podemos olhar diretamente as pessoas sem vê-las, ou ouvir as pessoas falarem, mas não escuta-las... E assim, não tenho tanta certeza de mim mesma...

"Mas a vossa culpa permanece porque afirmais saber o que estais fazendo"
João
9:41




sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Tesao


Ja sei...Caraca Julie!! Pegou pesado!!

Bem, eu digo que: "Tá faltando o pesado em mim"!!! Heehehehe...
Ta faltando alguem cuidar do meu patrimonio, aquele que altera o corpo, arde, lateja.
Credo!! Papo de Bruna surfistinha!! Mas, quem nao gosta de tê-lo?
E assim, continuo. Quanto tempo? Nao sei...Mas, o engraçado é que: Algum (a) pessoa que me lê, ja sentiu um tesaozinho por um cofrinho exposto? Quero so ver se respondem...
Pois eu senti...E o carinha é um thuthuco!! Mas, pensei besteira e morreu na hora...Mas o tar, num passô...Ficou me pairando nas madrugadas...Nao gosto do nao sentir o calor alheio...Fui dormir.
Caraca Julie!!! Que tá acontecendo...Nunca vi voce escrever assim...
É, nunca fiquei tanto tempo assim...
É, um instante antes que isso acabe, a frase que o esclareceria ou perderia seu estado seria: Coisa nova, eu me alvoroço toda.


quinta-feira, 8 de novembro de 2007

As "aspas"


"Tudo aqui vai estar entre aspas" "como se fosse eu" com uma "leve apreensão irônica" "o que meu rosto leve e sorridente" "revela": "Um silencio". " A vida se me é, e eu não entendo o que digo". "Então adoro". "Aumentar infinitamente o pedido que se nasce na carência". "Se abandono a esperança estou celebrando minha carência". "Não, não quero te dar o susto do meu amor". "Se te assustares comigo, eu me assustarei comigo". "Por ser real é assumir a própria promessa". "Estou sendo tão simbólica que estou sendo a própria promessa".


domingo, 4 de novembro de 2007

Como NÃO construir uma parceria

Regra numero 1 para quem não quer estabelecer uma verdadeira parceria: desconfiar do parceiro potencial. Em primeiro lugar, quem desconfia não transmite a ideia de que é confiável (e muitas vezes não é mesmo, pois a desconfiança nada mais é que reflexo do próprio comportamento). E segundo lugar quem desconfia transmite sua desconfiança nos mínimos e involuntários sinais, que são captados pelo outro, que se sente mal e menos valorizado como ser humano. Fica ressentido e não se sente à vontade para estreitar relações.
Em síntese, se você desconfia de alguém, mantenha a devida distancia na relação. Não tente misturar as estações, porque fica pior a emenda que o soneto. Ou aproxime-se dela e veja que sua desconfiança não é apenas resultado de uma visão restrita que você tem dela. Mas, como eu não confio nela, não a quero por perto! Não agrega nem diminui. Então, por que permiti-la?
Deslealdade. Sei que é uma palavra exageradamente dura, mas não tão incomum como possa parecer. Sem se dar conta, muitas pessoas são desleais com os amigos ou quase amigos, ou amigos em potencial, e ser assim, inviabiliza a sustentação da parte genuína. Deslealdade é preterir o outro em algo que se sabe que ele desejaria. E fazem isso para levar pequenas vantagens, que acaba provocando pesados prejuízos. Às vezes, omitem alguma informação para ajeitar a situação pessoal. Para isso, parecer ser mais competente, mais inteligente que os Sicrano, fulanos, beltranos, nolas e agripinos.
A lealdade, mesmo que virtual...bem, é estar ao lado do outro e junto dele. Crescem os dois juntos ou caem juntos. É desatrelar os objetivos só quando houver uma solida razão para isso - e mediante uma boa conversa, não por e-mail. Acho isso ridículo.
Tem um preceito judaico que diz que cada um tem obrigação moral de enriquecer o outro desde que isso não lhe traga prejuízos. E no caso dos parceiros, ainda mais. Se dois profissionais estão atrelados um ao outro como parceiros, seja como o dono e o outro empregado, cada um tem que desejar o sucesso do outro. Querer humilhar, sobrepujar etc, etc, é deslealdade. É pensar em seus próprios objetivos. Tudo bem, pensar em crescer. Mas ninguém cresce sozinho. E jamais saberá ter parcerias genuínas, de fidelidade e amizade. Isso cria expectativas falsas para sustentar a parceria, que será frágil e capenga, e no fim só durara enquanto o outro não descobrir que esta sendo enganado.
XÔ EBÓOOOOO!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

A gente iscrivinhemo e falemo erado. E daí?

Adoro quando ouço o sotaque da babá da minha filha, maromeno assim:

Fulana cade o papel que deixei aqui? "Ela responde: 'Num seio dona Julie!!!!

Gosto de ouvir, porque soa como humor, e me dá a chance de fazê-la sentir gente. Falo disso porque, quando eu repito a frase, ela se cala e eu complemento:

"Não tem papel nenhum no meus seios!! ...Hahahahahahahahaha...Ela morre de rir!! E eu consigo fazer alguém sorrir.

A Fulana, não teve chance de ir à escola, porque seus pais são retirantes do sertão e vieram parar aqui no norte. Ela, na verdade, só tem ate a 3º serie, porque eu matriculei ela no Acelerado (termo usado no Amazonas para educação de adultos). E, não gosto da utopia de dizerem que a chance existe para todos. Isso soa perfeitamente ignorante dizer.

A chance não existe para todos. O sol, também não. Depende da importância. O que dizer da mulher que ao dar à luz, enterrou vivo seu bebe em MG? O sol não nasce pra todos? Pra esse bebe, foi somente a lua, depois da luz...Mas, sobreviveu, deve pesar agora, uns 12 quilos.

Por isso, a importância das rupturas e das crises geracionais na luta pela hegemonia, assim como para a responsabilidades dos idosos, dos velhos e dos não tão velhos,nessa batalha. É, ler o que se esta escrito errado, ver com olhos de quem ascende a sabedoria não "critical". Encontrar uma linguagem comum através das diferentes idades, que aspiram a transformar o mundo e comunicar entre si, mesmo que soando outras palavras, vivências distintas.
A do amor ao próximo. Talvez essa seja a melhor forma de criar um bloco histórico, como centro de ligação entre os ditosos 'intelectuais e o povo'. Eu suporto sem crises, nem neuras linguísticas as escritas como: Xarme, iogute, champu, buxa p/xuvero e outras cositas mais.

Aí, é quando eu me proponho a ensinar o pouco que sei. Isso é o meu alimento para a alma. Acabo sempre, mostrando a diferença aos meus filhos, a fim de nunca criar a indiferença.

Não é mesmo minhas filhas?
Mas, mamãe, também é bicho e precisa estar no bloco históricos das rupturas!!

Os 6 segredos do sexto sentido...

Ja leu a reportagem de Isto é desta semana?

"Os sentidos da Intuiçao"

Nao que eu queira ir de contra aos colegas e, psicologos ardentementes profissionais que conheço e ouço falar de sua competencia, mas sinto-me realizada com a reportagem que tange a maneira de afirmar algumas neuras que temos e achamos que se trata necessariamente, ou nao, de remedios para cura-las. E, agora, a ciencia confirma. Ufaa, como estou aliviada, em poder saber que 'ainda' nao sou a louca que pensam, ou pensavam:

"Cientistas afirmam que o cerebro atua em 2 trilhas: Intuiçao e logica"

O coraçao "sente" primeiro que a razao: desacelera 6 segundos antes de uma decisao. Portanto, Psi nao saberia a melhor alternativa para sua decisao.

Confie na sua intuiçao!!

Einstein afirmou em uma entrevista: "Nao existe caminho logico para a descoberta das leis do universo. O unico caminho é a intuiçao".

Segundo a psicanalise, sonhos podem servir de alertas. Mas, nao tome as premoniçoes ao pé da letra. Sonhos podem ser a realizaçao de um desejo. É preciso, analisa-los.

Freud disse que os sonhos é a realizaçao de desejos.

E quando sonhamos coisas desagradaveis?

Seria a mesma coisa? Realizar um desejo? Afff...cada doido!! E eu, pago o pato!!

Para ADÃO & BETH


Fiz uma limpezinha nas minhas tranqueiras (varios objetos, cds, livros, presentinhos, bebelôs etc) acabei achando um encarte de CD autografado e a musica dedicada à mim, numa epoca muito feliz que vivi. No momento que achei o tal encarte e li a letra da musica, me veio a ideia de publicar em homenagem aos dois blogueiros que tanto me inspiram em continuar acreditando nas coisas simples e pura. A AMIZADE.
Obrigada, voces dois me fazem crescer com suas percepçoes e sinceridade.

Tu me fizeste uma das tuas criaturas com ansia de amar.
Aguia pequena que nasceu para as alturas com ansia de voar.
E eu percebi que minhas penas ja cresceram, e que eu preciso abrir as asas e tentar.
Se eu nao tentar, nao saberei como se voa...nao foi à toa que eu nasci para voar!
Pequenas aguias correm riscos quando voam, mas devem arriscar.

Só que é preciso olhar para os Pais como eles voam, e aperfeiçoar.

Haja mau tempo, haja correntes traiçoeiras, se ja tem asas, seu destino é voar.

Tem que sair e regressar ao mesmo ninho e outro dia, outra vez, recomeçar!
Tu me fizeste amar o risco das alturas com ansia de chegar.

E embora eu seja como as outras criaturas, nao sei me rebaixar.

Nao vou brincar de nao ter sonhos, se eu os tenho.

Sou da montanha e na montanha eu vou ficar!


Igual ao meus Pais vou construir tambem meu ninho.
Mas, nao sou aguia, se lá em cima eu nao morar.
Tenho uma prece que eu repito suplicante por mim, por meu irmao:

"Dá-me esta graça de viver a todo instante a minha vocaçao...Eu quero amar um outro alguem do jeito certo, nao vou trair meus ideais pra ser feliz, nao vou descer, nem jogar fora o meu projeto...Vou ser quem sou e, sendo assim, serei feliz!!!

Pe.Zezinho - Cd "Sol nascente, Sol Poente"


sábado, 27 de outubro de 2007

Indiferença




Nossos olhos se gastam no dia-a-dia, opacos.
E por ai que se instala no coraçao o monstro da indiferença...
Otto Lara Rezende

Quando não somos, mas parecemos...


Esse envolvimento a partir das relações humanas rotineiras e virtuais. Revela agressividade que liberamos e a que estamos expostos nas intensão mais triviais de expor um texto, uma ideia, sem que isso, se torne algo direcionado. Eu não tenho a mínima pretensão de escrever algo sobre algum blogueiro, ou pessoas em comum. Sem que antes a comunique. Ou relatar historias minhas que ouvi por ai, por ali, por acolá, mas que foram importantes para minha construção como ser humano. E se identificar com algum texto for similar, parecido, coincidente, paralelo a algo que você vivenciou. Tudo não passou de mera coincidência. E quando isso te faz ganhar inimigos virtuais? Xiii...F...Como diz o Pedro...(e eu)... Papai sempre dizia (in memoria) que não devemos nunca, nunquinha, se assemelhar a algo que discordamos. É-nos difícil encontrar a compreensão de que nosso inimigo é parte do mesmo corpo que o nosso, e que agredi-lo irá ativar a dor no mesmo sistema nervoso que nos faz perceber a dor de sua agressão. E com isso, percebo que espancar o inimigo não doí nem um pouquinho em nosso próprio lombo. Mas, se você pensa isso, não entendeu. Voltemos à frase de Monique: "Ama teu próximo como a ti mesmo. Não! Perae!! Volta!! Talvez agora fique mais claro: somos todos de uma só natureza. Se permitimos odiar o outro é porque não sabemos rastrear com sinceridade nossos próprios sentimentos e pensamentos. Se estivéssemos no lugar deles, dadas as mesmas condições, nos surpreenderíamos ao descobrir o tão quanto são idênticos a nós eles são. Por isso somos um mesmo corpo. E, trabalhar seus sentimentos à forma de vir a gostar do inimigo, é dar a volta em si mesmo. E, rixas devem terminar em muito arrependimento. Isso porque os corpos começam a perceber a dimensão que 'bateu lá, doí aqui'. E o inimigo é detentor de vários MUNDOS. E muitas vezes nosso inimigo abre portas para muitas realidades internas, que nem sempre estamos prontos a enfrentar.. E o grande segredo é, gostar do inimigo, pois temos que abrir mão da expectativa de que iremos vence-lo ou convence-lo. E isto, é muito difícil...


OSMOSE: Tipo de difusão que ocorre através de membranas semipermeáveis; apenas o solvente se difunde, da região hipotônica para a hipertônica, com tendência ao equilíbrio de concentração.
www.consulteme.com.br/biologia/dicionariobio.htm

Ontem, comemorou-se o dia do Poeta


Ontem, foi apresentação da minha filha na escola sobre o Dia do Poeta.
Fiquei apaixonada por todas aquelas crianças recitando *Mário Quintana*, *Drummont*, *Clarice*, *Victor Hugo* etc.


Em volta, muitos olhares, uns que relembravam a aurora do passado, outros, apreensivos com a finalização daquela tarde chata e quente. Fazia uns 33°graus em Manaus. Calor para essa época do ano.
E a festa estava só começando...
Uma frase me teceu pela madrugada.

Dizia
assim: "O amor é quando a gente mora um no outro" Mário Quintana.


Eu perguntei à minha filha o que ela entendera da frase. Ela respondeu:


É quando a gente vive o amor na mesma hora, com igualdade!


Continuei... Mas, filha,
então não sei amar? Não sou justa?


Por que Mãe? A gente tem que gostar das pessoas como a gente gosta da gente.

Eu sei, não quis dizer isso. Ta, deixa, depois falaremos sobre isso.

Só posso admitir que
eu não sou digna de ser tratada como justa. Porque ainda sinto mais amor pelos meus próprios filhos do que para com as outras pessoas. Mas tenho absoluta certeza que sinto amor, pelas outras pessoas.

Mas, é preciso ter a igualdade...


quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Tempestade Saladinha


Há, quase sempre, à nossa volta, outros seres que necessitam de nós, coisas simples mas que são de grande relevância se estamos próximos, ou distante, mas, contam com nossa participação. Pessoas que não podem ser abandonadas. Que necessitam saber se estamos on line, se postamos algo no blog de novo, se aquilo que escrevemos será útil ou utópico. Enfim, pessoas. Pessoinhas, PESSOAS, pESSOAS e PeSSoAS...Mas, a vida nao tem ponto final, virgulas, pontos e virgulas, maiusculas, minusculas, esclamaçoes, reticencias e partículas, fótons etc. Não concordo com quem diz que AMOU, ou que AMOU alguém. Amar é verbo intransitivo (Mário de Andrade, não lembro o livro). Não concordo com espírito sofredor. Também acho que é verbo defectivo, pois não tem passado - é presente e futuro. Quem amou, continua amando, se é que era amor e não paixão. Creio, o amor sobrevive com o amor, somente muda de Estado. Eu não to esperando aqueles diplomas de Mãe que se vende em bancas de revistas. Eu não fico trabalhando as ideias de meus filhos. Eu não proíbo ou deixo de permitir, que tenham suas contas no orkut. Mas, lendo o blog da Lady B me deparei com uma situação Real. Minhas crianças deixaram de ler mais, preferem "NAVEGAR". E navegar é preciso, eu preciso encontrar o modo de precisar essas leituras. Encontrar um modo de dizer" garçon (com N é frances) é profissão", "cabeleireiro também", Bar Man então...Catador de lixo, profissão coragem. Web Designe, tradução. Mas, o que tem alhos com bugalhos? Diria que nada, dependendo quem lê.



quinta-feira, 18 de outubro de 2007

As rachaduras daqueles espelhos




Puts! Imagine-se entrando numa sala cheia de espelhos. Para todos os lugares onde olha, você vê seu reflexo. Inicialmente, olho logo se meu tronco esta afetado pela falta de exercícios físicos. Estou engordando nos lugares errados. Caracaa!! Não pode ser, tem um Bob Esponja aqui!! Penso: 'Amanha mesmo irei para uma academia'. Continuo a me observar. Encontro uma espinha bem na testa: "Pô, não vi isso no espelho de casa"!

Aproveito para fazer caretas engraçadas sobre as visões de mim mesma. E do quanto sou versátil. Essa minha autocrítica serena parece natural e inócuo. Mas, não o é. Após alguns minutos nessa sala, comecei a me sentir pouco à vontade. Os espelhos voltam-se contra mim. Eles me irritam. Não, não estou engordando nos lugares errados, são em todos os lugares! Os espelhos parecem adquirir personalidade própria e hostil. Quando não é possível fazer a realidade desaparecer, a supremacia de sua perfeição fica ameaçada. E toda a doçura instantaneamente se transforma em fúria. E a fúria isola as pessoas de sua auto-estima. Infelizmente, isola também o amor e o calor humano. Entrei na reunião com fúria. E todos perceberam e não pude deixar de dizer, que estava sim, chateada pelo fato de me deixarem esperando por quase duas horas.

À noite, refleti sobre o narcisismo exagero de meus feitos vespertinos e, concluo que ainda preciso muito, muito melhorar meu equilíbrio interior. E que preciso parar de julgar fatos erroneamente vitais. 'Morrer', parecia um otimo programa para aquela tarde. O morrer não defunto, o morrer de auto-correçao do Ser.


terça-feira, 16 de outubro de 2007

Saudade de amor...

To com saudades de falar de amor, de sentir o amor, de beijar e dormir com vontade de acordar e repetir tudo de novo...

Tropa de Elite



"Tropa de Elite" é um filmaço. Eu assisti à uma copia pirata, que um amigo comprou..hahahaha....sinceramente, nao comungo a pirataria, mas, só porque meus eletronicos nao leem a midia, mas foi uma pirataria de pilantropia que valeu ó!
O que? Eu dei mau exemplo? My friend, nao sabendo quando iria estrear por aqui, resolvi aceitar o presente. E quer saber? O melhor de Tropa de Elite é o Wagner Moura, irresistivel naquele uniforme do Bope, com aquela voz de "vou te fazer orgasmar" e aquele olhar de "vou te bater ate te matar". Ai, já to com saudades do Olavo.

Ô lava roupas todo diaaaa....na casa dos outros nao!!!



Peço licença para à chique consultora Claudia Matarazzo para uma dica: Se você tem um casal de amigos cafona, que espalha suas poeiras aos quatro ventos, lavando suas insatisfaçoes pessoais, conjugais e sexuais. Se comenta que a roupa no parceiro não cai bem, se a silhueta dela do pescoço ao quadril é redonda, que o outro não é competente, etc. O que devemos fazer? Chegar sutilmente com a criatura e dizer:
Fulana (o), a vida já oferece tantas mazelas aos nossos olhos, meu bem, por que ser mais uma??

Utilizar de jogos de palavras, não conhecer o Principio de Pareto e criar uma possível percentagem de desigualdade racional de 10% x 90%, Pareto e seus seguidores foram enforcados!!...Eeeeitaaa!! Essa então!

No fundo, egocentrismo em busca de criar plateia e desmerecer o outro. Tantas
contradições que os presentes ficaram nocauteados com a conferencia do congressista...Aaffff...O pior é que a pessoa não explica coisas básicas que foram perguntadas. Não lê livros, jornais ou revistas. Dicionário então, é apenas objeto de decoração; isto quando existe um por perto. Machado de Assis deve se revirar no túmulo o tempo inteiro. Mas, O PARCEIRO, ainda chega comigo e diz: "Ela é muito inteligente, nem deixa eu falar"

Meu q.u.e.r.i.d.o.
inteligência para mim é: "Quando o casal se resolve internamente seus conflitos sem buscar plateia dos que estão fora, que ao contrario do que vivenciaram, pensavam que vocês eram felizes". Porque usam muito bem o "jogo de palavras" e demonstrações de afeto que faz o diabo voltar ao inferno para se refrescar... É isso...

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

De longe todo mundo é normal


Minha vizinha, amiga, tatuada, zen, solteira e rica. Ele, de SP, mas nunca o tinha visto por aqui. Achei estranho alguém entrar no condomínio sem o guarda soltar o estridente apito da madrugada, de porta em porta. Eu, ainda na Internet, vi uma luz de carro e, o que me chamou a atenção foi o fato de não desligar os faróis. Olhei pela janela e vi, aquele rapaz, com um porte atlético bonito, de bermudas e, meio apressado para abrir os portões. Eu, sempre com medo ate dos estalos naturais de uma recém reforma geral na casa. Liguei logo para minha amiga vizinha e para o guarda:

Amiga: "Não Ju, eu tô esperando ele, conheci ele no bar que eu estava e convidei ele para tomar umas cervejinhas aqui em casa"...

-Hummm...Tudo bem! Então desculpe.

Hoje, por volta das 7:00, minha amiga me ligou e disse:

-Caramba Ju!! Ele é doador de sêmen...Hã? Bom dia! Éeee... to acordando agora...Quem quer sêmen? Hã desculpa, não entendi!!

-Acordaaaaa!!! O Bento, aquele de ontem que você me ligou...
-Há, sei. Ele o que??
-Juuuu, ele é doador de sêmen de uma clínica em SP...
-Caracaaa, !!! Serio???
-Ahhh, Ju, achei ele tão fofinho. Mas, desisti da ideia de ficar com ele. Não vou querer um homem que ajudou a gerar milhões de filhos por ai...

Confesso que ainda não havia conversado sobre esse assunto com ninguém. Fiquei pasmem sem saber o que responder.

Leiga e assumida respondi: ", a única hipótese momentânea que me veio à cabeça é se um dia, digamos que ele doou o sêmen e gerou uma menina em alguma mulher. Beleza?
-Ok, estou entendendo e?
Ai, digamos que vocês casem e tenham um filho, que um dia pode casar com a irmã.
Mas, isso a gente nunca vai saber. Complicado heim!
Deixa eu dormir que mais tarde, vou juntar as respostas e te falo algo.

Bem, eu falo das respostas por que gostaria de saber as perguntas para essa questão.
Alguém se habilita a me explicar mais sobre Doação de Sêmen??
Se isso faz as pessoas se sentirem útil, então no meu ver, é valido.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Nossa Visao

Gente, hoje nem iria postar, mas, recebi por email um texto sobre "DINHEIRO E POBREZA". Isso tem me incomodado um tanto, porque conheço 1/3 da realidade da cidade onde vivo e, dos lugares que já morei, como RJ, SP e MG. Mas, lendo o artigo do Assalto sofrido pelo apresentador Luciano Huck, fiquei chocada com o depoimento do rapper e escritor Reginaldo Ferreira da Silva, o Ferréz (nunca ouvi falar), que comentou em um artigo na Folha de S.Paulo em contraponto ao texto de Luciano Huck publicado no último dia 1º após ter sido assaltado em São Paulo. Observe o texto:

Ferréz conta a história do suposto assaltante, o "correria", que se pergunta, entre outras coisas, "como alguém usa no braço algo que dá pra comprar várias casas na quebrada?", referindo-se ao relógio Rolex roubado de Huck.

"Estava decidido, iria vender o relógio e ficaria de boa talvez por alguns meses. O cara pra quem venderia poderia usar o relógio e se sentir como o apresentador feliz que sempre está cercado de mulheres seminuas em seu programa", diz o texto.

"No final das contas, todos saíram ganhando, o assaltado ficou com o que tinha de mais valioso, que é sua vida, e o correria ficou com o relógio. Não vejo motivo pra reclamação, afinal, num mundo indefensável, até que o rolo foi justo pra ambas as partes", finaliza Ferréz.

Luciano:

Críticas às críticas

"As críticas não me incomodaram nem um pouco. A crítica fundamentada faz refletir. O que se fez, no entanto, foi a crítica gratuita. Falaram de burguesia, que é um discurso velho, de trinta anos atrás. Chegaram a falar em 'elite branca'. Quem criticou perdeu tempo com uma bobagem", afirmou ele à revista Veja.

Só uma reflexão pessoal: ONDE ESTÃO OS VALORES PELA VIDA HUMANA?

Não se elogia mais feitos filantrópicos, falo das pessoas que os fazem sem desejar nada como troca do bem feito. E os que fazem ainda tem que maturar a sensação que perder, é resultado.

Minha opinião é apenas uma cabeça de alfinete mas, ainda acredito num mundo melhor. Utopia? Por quê? Você não acredita?

Eu, farei sim, da minha resistência a união dos valores humano depositando o credito na capacidade de desenvolvimento das pessoas. Eu também preciso me desenvolver.


quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Desejar



PASSEI AQUI, LOGICO! TENHO QUE PASSAR MESMO, O BLOG É MEU E SEU!


PARA DESEJAR UM OTIMO FERIADO, COM SAL, SUOR E CERVEJA.

HÃ? NAO BEBE? ENTAO, TE DESEJO, COCA-COLA, SUQUINHO E UMA MULHER SUPORTAVEL AO LADO...RSRSRSR....


NAO TEM MULHER?...PROCURA OS AMIGOS...

HÃ! TEM AMIGOS...QUE OTIMO!! ENTAO, CULTIVA O FERIADO DELES...

BEIJOSSSS...EU VOU LEVAR A MOLECADA PARA CURTIR....

FELIZ NOSSOS DIAS COM AS CRIANÇAS !!!!!!!!!


A maioria nao tem nada a dizer...


Caraca
!! Fiquei chocada com a matéria. Primeiro pela arrogância do autor em dizer que a criação de conteúdos por usuários resulta em informações não confiáveis. E eu, querendo fomentar a paz, o amor, trocar experiências e poder com isso aperfeiçoar o ser humano mediocre em alguns assuntos, expert em outros e fragilizada por não entender "ONCOTÔ, ONCOVÔ...
Eis a matéria em trechos:

"Há dois movimentos simultâneos em curso: a crise da mídia tradicional, em que menos pessoas compram CD, lêem jornais, assistem à TV, e a ascensão da mídia produzida por usuários de sites como o You Tube e blogs. Quando os dois se juntam há uma virada - para pior. As pessoas estão menos interessadas em consumir e ler o expertise de outros, cada vez menos valorizado, e mais interessados em se expressar. Isso faz com que surja uma cacofonia de informação sem credibilidade e muitas vezes corrupta.

"a maioria não tem nada a dizer nem talento para criar algo de valor"

"Na Internet os produtores anónimos falam qualquer coisa"

Senhor Andrews Keen...Não generalize, ainda existe pessoas de índole confiável. Não estou aqui para falar da minha e sim, defender um canto onde eu posso aprender.
Se formos olhar bem sobre o fato do material virtual onde aborda educação. Então fui enganada, porque na escola não me ensinaram a lidar com coisas básicas da sobrevivência humana, como: Lidar com a morte, estratégia para negociar, como liderar, como gostar da matemática, enfrentar a física II, III e IV, encarar um relacionamento fracassado, reflexo da vida do outro na minha etc. Para mim, o mais importante é a experiência. Não sei receber informações de modo cerebral. Alem da experiência, o que mobiliza minha mente, são as imagens que vivencio diariamente, como a mensagem de uma jovem dos anos 60, colocando uma rosa no revolver. Eu nem pertencia a esse mundo ainda e, ate hoje, isso ficou em minha memoria.

O sr. Andrews Keen estará no Rio de Janeiro para uma conferencia, ele é Presidente da empresa de Marketing AfterTv, em Novembro debaterá o tema em evento das Nações Unidas, em "The Cult of the Amateur (O Culto do Amador)...eu vou...


terça-feira, 9 de outubro de 2007

Abrindo Portas


DESAFIO - Quem estiver à vontade, escolha uma frase e responda. A paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os corações e os sentimentos de vocês:
  1. Quando penso no futuro, eu me vejo...
  2. Quando estou com pessoas que não conheço, eu me sinto...
  3. Quando entro numa sala cheia de pessoas estranhas eu...
  4. As normas sociais me fazem sentir...
  5. Sinto-me mais feliz quando...
  6. Nesse momento, estou sentindo que...
  7. Quando estou preocupada, numa situação nova, geralmente eu...
  8. O que mais me inibe quando estou trabalhando é...
  9. Eu me sinto integrada com as pessoas em...
  10. Quando alguém atrapalha a realização de um plano meu, eu...
  11. No dia do meu aniversario, eu...
  12. Fico muito alegre quando...
  13. Tenho uma vergonha enorme quando...
  14. O que mais me entristece é...
  15. Minha maior esperança é um dia...
  16. As vezes eu me sinto como se...
  17. Sinto-me mais próxima de alguém quando...
  18. Para mim, receber ordens de uma pessoa me causa...
  19. A emoção que mais sinto dificuldade de controlar é...
  20. Quando, entre amigos, falo e os outros permanecem em silencio, eu...
  21. Quando alguém fica muito magoado comigo, eu...
  22. Não ser compreendida por outras pessoas me causa...
  23. Quando alguém fala o tempo todo, eu...
  24. Tenho muito medo de...
  25. Meu ponto forte é...
  26. O que mais me irrita é...
  27. Adoro...
  28. Detesto...
  29. Acredito...
  30. Meu ponto fraco, é...
  31. Produzo mais quando...
  32. Quando penso na morte eu...
  33. Fora do meu blog eu...
  34. Quando sou repreendida injustamente eu...
  35. Quando tenho uma grande dificuldade eu...
  36. Tenho vontade de me retirar de algumas amizades quando...
  37. Aqueles que realmente me conhecem, sabem que eu...
  38. Quando tenho dificuldades eu...
  39. Quando as pessoas não me conhecem pensam que eu...
  40. Quando me olho no espelho eu me acho...
  41. Quando criança eu pensava que o mundo era...
  42. Com pessoas estranhas, tenho medo de...
  43. Senti que não era mais uma criança quando...
  44. Uma pessoa pra ser minha amiga tem que...
  45. Quando estou começando a gostar de alguém eu...
  46. Se não me falha a memoria, a ultima vez que chorei foi...
  47. Quando espero por alguém que amo eu...
  48. Percebo quando alguém gosta de mim quando...
  49. A coisa mais importante do mundo pra mim, é...
  50. (...)